terça-feira, 7 de junho de 2016

Ginasticar

São tantas a vezes que me perguntam: 
"Ah e tal já estás tão magrinha, ainda por cima com 3 filhos! Conta lá, fazes ginástica ou ficaste assim, do nada?"
"Por acaso até faço, e 2 vezes por semana, apesar de não estar assim tão magra como julgas..." -  respondo eu. 
Mas não, na verdade, faço ginástica 8 horas por dia, todos os dias da semana. Não acreditam? Então vejam só:
De manhã, mais de 100 agachamentos, com pesos de 10 kilos ora num braço, ora no outro, entre apanhar a roupa do chão com um bebé redondo ao colo, e de andar atrás de dois miúdos enfurecidos para calçarem os sapatos, vestirem a camisola e não espalharem tudo pela casa. Depois, e sempre com os 10 kilos ao colo, fazer sprints para arrumar a casa toda em tempo record. Mais à tarde começa a maratona. Ir buscar um, ir levar o outro, carregar as mochilas e mais os 30 kilos de sacos de supermercado e de tralha que fui acumulando ao longo do dia. Ah, e sempre com os 10 kilos ao colo. Chegar a casa é uma aventura. Se tivesse mais um braço dava-me jeito. Como não tenho, até os abdominais entram na festa, com tanto esforço que é o de carregar os 10 kilos de bebé, os 40 kilos de tralha, e mais 15 kilos de gente que às vezes adormece no carro, com os 20 kilos de miúdo cansado que se arrasta e me puxa para trás, para ficar com uns glúteos 5 estrelas. Às vezes ainda há tempo para a aula de step. Vários lances de escadas para percorrer, sem música, mas com muita adrenalina. Acontece ter gritos de birras entre irmãos como pano de fundo. Vai dar ao mesmo. Os tímpanos ficam furados de qualquer maneira. 
Hora do banho! Ai, o banho a triplicar. Mais uma esticada de exercício sem parar. Levanta. Senta. Levanta. Senta. Faz 3 insistências em baixo, e levanta com os 10, 15 e 20 kilos de uma só vez. Ai aguenta, aguenta! Recomeçam os sprints. Toca a tentar apanhar os polvinhos molhados que me escorregam entre as mãos. Um salto aqui. Outro acolá. Gincanas para não pisar os Legos que se acumulam no chão. E ainda faço equilibrismo quando calha de rodopiar em cima de um carrinho esquecido. Chupetas debaixo do sofá? Não faz mal, a Mãe já lá está. 100 kilos de penas para levantar. Pega no peso bruto e...mostra que sabe gritar! Depois ainda é capaz de, de tal maneira esbaforida, enfiar a chupeta nos 20 kilos de esperteza, sentar os 15 de meiguice (vs traquinice) na cadeira da papa, e pedir aos 10 kilos de ternura para aquecer a sopa. Às vezes o esforço a mais troca-nos as ideias...
Ufa. Todos sentados e penteados, à espera de jantar. Sensação de conquista com sabor a vitória...mas que não dura muito...e não é que fica sempre um saco no carro???
- Meninos! Toca a subir às cavalitas que temos de ir à garagem....
- Mãe, o ZM adormeceu, tem que o levar no ovinho.
São só mais 10 kilinhos de esforço. Peanuts!!!
Por isso, se querem emagrecer verdadeiramente e muito depressa, sem retornos ou dietas loucas, já sabem, quanto mais filhos, mais tralha, e mais cabeças no ar...melhor!


7 comentários:

  1. Eu também tenho 3 filhos - 6 anos, 3 anos e 4 meses - e não consigo perder o que ganhei na gravidez, e que foram só 8 quilos, nem com toda a ginastica diária que 3 filhos implica!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espere mais uns mesinhos e verá como não tenho razão Vidas da Nossa Vida ;)

      Eliminar
    2. Espero que sim!! Um beijinho, Mafalda.

      Eliminar
  2. É mesmo isso! E ainda só vou no segundo! Força aí! Esses 10kg são de se comer! Beijinhos!

    ResponderEliminar