quinta-feira, 25 de julho de 2013

Sabemos que somos Mães de raparigas quando....

Não falo por mim, não faço a mínima ideia o que será ter filhas. A única miúda lá de casa sou eu e quase que não tenho tempo para meninices! Por isso desafiei a famosa Ana do blog Cacomae para jogar com o inverso daquilo que vos disse aqui 
A Ana é uma Mãe cheia de pinta e com toneladas de garra de três miúdas (duas ainda bebés!) que mais parecem umas bonecas. Tem um blog delicioso e leva a vida com uma leveza exemplar...dá logo vontade de ter três filhos! Afinal, três foi a conta que Deus fez!
A Ana nem hesitou a responder ao meu pedido, entre fraldas, chuchas e biberons, e o resultado foi giro, giro. Querem comparar as diferenças com o post dos rapazes? Pois bem, aqui é ao contrário, vejam se conseguem encontrar alguma semelhança!

 
Nas palavras da Ana, sabemos que somos Mães de raparigas...



1 - Quando abrimos o armário e temos cor de rosa, e mais cor de rosa e muito cor de rosa.

2 - Quando a primeira festa de anos o bolo é a Minnie e na segunda já só pede e fala de princesas e bailarinas.

3 - Quando temos a nossa gaveta da maquilhagem toda revirada e o baton fora do sítio.

4 - Quando vamos sair de casa e nos perguntam se hoje é dia de ir à manicura porque também gostavam de pintar as unhas.

5 - Quando nos dizem que já não somos a marida do pai porque o pai é o marido dela.

6 - Quando querem sair de casa de saltos altos e mala na mão.

7 - Quando uma das brincadeiras favoritas é vestir e despir as bonecas, dar-lhe a papa, e o banho igual ao que vêem fazer com elas.

8 - Quando o nosso marido nos oferece a última epilady do mercado, para poupar na depilação.

9 - Quando não saem de casa sem se verem ao espelho.

10 - Quando os vestidos é o que mais pedem para vestir.

11- Quando correm primeiro para o Pai e só depois se lembram da Mãe.

12 - Quando desejamos que o cabelo cresça rápido porque os laços na cabeça ficam giros é em cabelos grandes e fartos.
 
13 - Quando esperamos ansiosas pelo pedido para irem para o ballet.







 Um amor estas fotografias!



Pois bem, eu acho que os meus filhos nunca me hão-de pedir para irem para o ballet, nem para pintar as unhas, nem para terem uma festa da Minnie, nem para porem um vestidinho cor-se-rosa....mas que muitas vezes correm primeiro para o Pai, lá isso correm!
 

 Obrigada Ana, adorei! Um dia ainda trocamos de papéis, para variar!

7 comentários:

  1. ahahha...o que eu ri ao ler este post, mesmo tendo escrito as respostas é sempre mais giro ler no contexto certo...
    Trocamos sim, aceito o desafio!

    Bjs e obrigada :)

    ResponderEliminar
  2. ah! já me safei de ter os meus sapatos espalhados pela casa!!!!!!!! mas é tão bom ser a única menina da casa tb, é só mimos, e festinhas...!!!!!! or not?

    ResponderEliminar
  3. Giríssimo! Revi-me nas respostas da Ana, pois tenho cá em casa, como costumo dizer na brincadeira, um casal de raparigas! Acho que se tivesse mais filhos seria outra, é um feeling! Ficava super aborrecida quando estava grávida da 2ª, me perguntavam o sexo dela e depois da resposta me diziam que era pena não ser um casal. Ora essa?!Onde está escrito que toda a gente tem de ter filhos de sexos diferentes! Adoro ter meninas e tudo o que faz parte do seu mundo cor-de-rosa!


    ResponderEliminar
  4. Ainda tenho uma Terere Bebe (que até gosta de bolas :)), mas revejo-me principalmente nos pontos 12 e 13 :) e gostava muito que a próximo fosse outra menina!! :)
    Ficamos à espera dessa materialização do "dá logo vontade de ter 3 filhos" :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Obrigada a todas, adorei os vossos comentários <3 !
    beijinho grande

    ResponderEliminar
  6. lol Pois lá está, acho que a minha miúda vai ser maria-rapaz. Também com a mãe que tem... Mas o ponto 12 sim, por acaso ainda estou a espera que o raio da garota, com 18 meses, lhe cresça cabelo para deixar de parecer um rapazinho quando lhe visto as calças de ganga que eram do irmão. Muito rosa não há (ainda) e por enquanto ainda gosta de brincar com os carrinhos do irmão... Não há dúvida que os meus filhos não estão nada interessados nos estereótipos de género :D

    ResponderEliminar